CAMPO BOM,Prefeitura projeta aumento de vagas de trabalho na cidade

Prefeitura projeta aumento de vagas de trabalho na cidade

 

Com a projeção da criação de cerca de 800 novos postos de trabalho em Campo Bom em 2018, a Prefeitura anunciou na tarde desta terça-feira, 3, em uma coletiva de imprensa, o resultado de ações de suporte governamental e do Programa de Incentivos a Geração de Empregos (PIGE) que estão aquecendo a economia do município. Como o programa Campo Bom para Empresas. Lançado em junho, o programa promovido pela Administração Municipal contempla um pacote de R$ 1.000.000,00 em recursos próprios e libera incentivos para atração de empresas para o município e manutenção de empreendimentos da cidade. Na reunião que ocorreu no Gabinete do Prefeito, o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Mateus Meneses, afirmou que até o momento sete empresas já se enquadraram neste programa e outras sete estão em fase final de aprovação.

“Somadas, essas empresas projetam a criação de 243 vagas de emprego em 2018 e outros 448 postos de trabalho até 2021. Desde o lançamento do programa já atendemos mais de 100 empreendimentos de Campo Bom e de outras cidades interessados em se instalar aqui. Para que se enquadrem no programa é necessário que se encaixem nas especificações e que tragam o retorno necessário em relação ao incentivo que irão receber. Ainda temos muitas negociações que estão ocorrendo e procuramos dar todo suporte necessário para que nossa malha de empreendimentos aumente”, define o secretário.

Segundo o prefeito Luciano Orsi, a Administração enfrenta diversos desafios pela frente, como o de reverter a perda de postos de trabalho, que chegou a um saldo negativo de 1.118 postos de trabalho no acumulado dos últimos 5 anos. “Sabemos da crise econômica que assola o país nos últimos anos, mas devemos enfrentar essas dificuldades utilizando os pontos positivos da cidade como diferenciais para atração e manutenção de empresas, como nossa infraestrutura, saúde financeira do município, posição geográfica, qualidade de vida e qualificação de sua mão–de-obra. Entre as ações que projetamos, queremos ampliar nossa zona industrial, isso é essencial para o crescimento de nossa cidade. Além disso, devemos fazer mudanças no Plano Diretor para que possamos usar os espaços disponíveis na cidade para empreendimentos de forma racional e prática, sempre tendo em mente o crescimento econômico e social do município, considerando ainda a segurança da comunidade. Devido a importância do Campo Bom para Empresas devemos dobrar os recursos investidos neste programa em 2018, passando para R$ 2.000.000,00 em 2018”, anuncia Orsi.

Ações para o crescimento econômico

Dentre as ações tomadas para aquecer a economia da cidade, Mateus destacou ainda o programa Campo Bom para Negócios, um pacote de mais R$ 250.000,00 que promove a capacitação de empresas e mão-de-obra, como o incentivo na participação de feiras. “Tivemos a adesão de 32 empresas, sendo que auxiliamos na participação de 15 delas em feiras como a Couromoda, beneficiando a manutenção de 848 postos de trabalho. Outra ação que surtiu bons resultados foi o mutirão de cadastro de currículos que promovemos no início do ano. De posse destes dados pudemos fazer um mapeamento da mão-de-obra disponível no município. Além de encaminhar pessoas para vagas de trabalho, esses dados também foram apresentados na atração de empresas, pois muitas tinham a percepção errônea que falta mão-de-obra qualificada na cidade e estamos ajudando a mudar essa concepção”, afirma.

Saiba mais sobre o Campo Bom para Empresas

O programa abrange atração de empresas de outras cidades e a manutenção de empregos para empreendimentos de pequeno, médio e grande porte de Campo Bom através do subsídio de aluguel, isenção de taxas e tributos, materiais de construção, entre outros.

Os recursos são encaminhados através do PIGE e apresentaram projetos de adesão empresas de pequeno, médio e grande porte de Campo Bom e também de outras cidades. Os recursos foram destinados a empreendimentos da cidade que apresentaram projetos de expansão e também para empresas de outros municípios que desejam se instalar em Campo Bom.

O critério de concessão de benefícios é estabelecido a partir de uma análise de projetos de faturamento e geração de empregos das empresas para os próximos 5 anos na cidade.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *